E agora, Flacidez?

Como o VCR tá muito chique.. conseguimos que o Fisioterapeuta Fábio Feitosa, que é coordenador da Clinica FisioR9 e Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), fizesse um artigo para gente sobre um assunto que incomoda MUITO.

Pesadelo de muitas mulheres, que sofrem com esse problema, a flacidez muscular resulta de uma perda de massa muscular devido a fatores como envelhecimento, imobilidade, falta de uso e isto causa um processo de perda de células musculares conhecido como hipotrofia muscular.

Existem várias maneiras de se tentar prevenir e reverter o quadro de flacidez muscular, como alimentação saudável, prática de atividades físicas orientadas e tratamentos estéticos. Um dos métodos mais eficientes contra a flacidez é a eletroestimulação neuromuscular, eletrodos são fixados na região do músculo a ser estimulado que, através da corrente elétrica, efetua a contração muscular. Esta contração muscular se dá de forma involuntária e visa o aumento da força e da massa muscular.

A forma diferenciada e correta para eletroestimulação neuromuscular para aumento de força e massa muscular, é a associação da eletroestimulação à exercícios com voluntariedade do paciente durante a contração gerada pela corrente elétrica. Ou seja, durante a contração muscular gerada pelo aparelho, a pessoa deverá executar exercícios que exijam a contração voluntária do músculo que está sendo estimulado. Estes exercícios podem ser realizados sem utilização de pesos (em uma fase inicial) ou com aumento gradual dos mesmos (em fases mais avançadas). Podem também ser realizados em atividades que combinem outras modalidades como musculação, plataforma vibratória, treinamento funcional, entre outras. (Por: Fábio Feitosa)

Dicas para obter sucesso no tratamento contra a flacidez:

  • ajuda de um profissional especializado, neste caso um fisioterapeuta que atue na área dermatofuncional (estética);
  • o tratamento deve ser realizado em um grupamento muscular específico por vez, nada de estimular abdômen, parte anterior, lateral e interna de coxa ao mesmo tempo;
  • procure realizar exercícios com movimento do músculo que está sendo estimulado;
  • realizar exercícios com aumento progressivo de carga, se necessário.

Esse assunto tem sido muito falado pricipalmente agora no verão.

Gostariamos de agradecer muito ao Fábio pela paciência, dedicação e pelo trabalho que vem fazendo.

Beijos,

Vivi e Tuilla.

Viviane Oliveira:
Avatar Vivi é estudante de turismo e colaboradora do Vida Cor de Rosa.
4 comentários Adicione o seu

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *